Moeda: Clima: Marés:
Início Justiça

Sitrans ignora ordem judicial e Campina Grande continua sem ônibus para distritos

Diretor do sindicato das empresas de ônibus se negou a responder qualquer questionamento do Portal Correio sobre o assunto
Ônibus
Foto: Divulgação/STTP

Mesmo com decisão judicial em favor dos usuários de ônibus, o Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Campina Grande (Sitrans-CG) mantém suspensa a circulação de quatro linhas. A informação foi confirmada nesta segunda-feira (9) pela Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (STTP).

Por telefone, o diretor do Sitrans-CG, Anchieta Bernardino, se negou a responder qualquer questionamento do Portal Correio sobre o assunto e disse que só se manifestará sobre o caso na esfera judicial.

A suspensão das linhas 903-B, 910, 902 e 955, que ligam Campina Grande aos distritos de São José da Mata, Jenipapo, Estreito-Salgadinho e Galante, foi anunciada na quinta-feira (5). As empresas alegam que a remuneração tarifária não cobre os custos da operação dos ônibus, tornando insustentável a prestação do serviço.

Na sexta (6), a 2ª Vara de Fazenda Pública proibiu o sindicato de suspender a circulação dos ônibus. O Sitrans não cumpriu a ordem e, no sábado (7), o município amanheceu sem ônibus. O diretor da entidade foi intimado oficialmente a cumprir a determinação no próprio sábado, sob pena de multa diária de R$ 20 mil, mas, ainda assim, tem ignorado a justiça.

O prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima, marcou para a tarde desta segunda-feira (9), uma coletiva de imprensa para tratar do problema.

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.