Tovar constata problemas no Eixo Leste da Transposição

Parlamentar viu falta de gestão no Eixo Leste. Ele irá a Brasília para questionar as autoridades responsáveis pela obra
Deputado visitou obra na cidade de Monteiro (Foto: Divulgação)

O deputado estadual Tovar Correia Lima (PSDB) vai se reunir com a bancada federal paraibana, com o Ministério de Desenvolvimento Regional (MDR) e com representantes da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco (Codevasf) para buscar soluções sobre a paralisação do bombeamento das águas da transposição do Rio São Francisco no município de Monteiro. Ele visitou a cidade nessa quarta-feira (3).

Leia também: Tovar pede política de atenção à saúde mental das vítimas da Covid-19

Ao chegar ao canal, o parlamentar considerou haver falta de gestão no Eixo Leste. Nas próximas semanas, o deputado irá a Brasília para questionar as autoridades responsáveis pela obra.

“Precisamos saber do Governo Federal o motivo do bombeamento estar parado por tanto tempo, comprometendo a chegada das águas do Rio São Francisco à Paraíba. Vou solicitar audiência e indagar, pessoalmente, o que será feito para sanar os problemas estruturais do canal e se as águas poderão ser usadas para fins comerciais”, enumerou o parlamentar, que quer ainda o apoio da bancada federal paraibana.

Também na visita, Tovar foi até os municípios pernambucanos de Sertânia e Custódia, que também compõem o bombeamento no Eixo Leste, e verificou que em ambos as obras não estão paradas. Em Sertânia, apesar da boa conservação, há retiradas clandestinas de água e furto de equipamentos. Já em Custódia, o parlamentar averiguou que a estação de bombeamento opera com capacidade reduzida, já que não possui aporte hídrico para a Paraíba.

“Questionaremos ao Governo do Estado o que a gestão planeja, se já há algo em andamento e quais são os projetos a serem executados com essas águas do Projeto de Integração. É preciso do engajamento do governador João Azevêdo, já que a Paraíba é a maior interessada que a transposição continue”, pontuou.

“O descaso perdura e com o passar do tempo, até mesmo o que já foi feito será deteriorado. É preciso uma medida urgente, uma resposta efetiva do Governo para que a Paraíba seja finalmente contemplada com as águas do Rio São Francisco”, afirmou.

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.