Início Política

Vereadores de João Pessoa aprovam aumentos para 2021 e 2022

Os vereadores de João Pessoa aprovaram o Projeto de Lei Complementar 2021/2024, que reajusta os salários dos parlamentares, de forma parcelada. Em 2021, os subsídios sairão dos atuais R$ 15 mil para R$ 16,7 mil. Já em janeiro de 2022, será de R$ 18,9 mil. As informações são do blog da jornalista Sony Lacerda, da Rede Correio SAT.

Leia também: CCJ aprecia quase 40 matérias em última reunião de 2020

O próximo presidente da Câmara da Capital, que deve ser eleito em fevereiro com a posse dos novos parlamentares, passará a receber R$ 21,7 mil em 2021, e R$ 28,4 mil em 2022.

Em julho deste ano, o atual presidente da Casa, João Corujinha, afirmou que não colocaria o projeto em votação. O projeto foi aprovado, mas com protestos.

“Eu lembro que, antes das eleições, se construiu um consenso da inoportunidade da votação desta matéria em ano de pandemia”, disse Lucas de Brito (PV), que não foi reeleito, ficando na suplência. “Diante desse cenário da crise econômica, qual a diferença da Câmara de antes das eleições para a Câmara que vai terminar a legislatura agora?”. Ele criticou o que chamou de “legislar em causa própria”.

O líder do Governo na Câmara, Milanez Neto (PV), defendeu o aumento. “O Judiciário aumenta salário, ninguém comenta. A Câmara aumenta, todo mundo comenta. Quem tem que reajustar os salários são os vereadores mesmo”, disparou, lembrando que os subsídios estão congelados há 12 anos.

O projeto foi aprovado com os votos contrários dos vereadores Lucas de Brito (PV), Thiago Lucena (PRTB) e Sandra Marrocos (PSB).

Comentários

  • Ivanildo Pereira disse:

    Isto é que é Democracia; em plena pandemia, o interesse proprio se sobressai a dor das vítimas do covid.

  • DAVI JOSE SANTIAGO DA SILVA disse:

    Como aprovam rápido esses meninos né. É impressionante a veracidade desses bons garotos.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.