Início Legislativo

CCJ da Câmara rejeita projeto que prevê ‘passaporte da vacina’ em João Pessoa

Apesar disso, uma lei estadual já está valendo em toda a Paraíba e regula sobre o passaporte da vacina desde o dia 13 de outubro
Foto: Divulgação/CMJP

A Comissão de Constituição, Justiça, Redação e Legislação Participativa (CCJ) da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) rejeitou o PLO 692/2021 (Passaporte de Vacinação), do vereador Milanez Neto (PV) que criaria na Capital, a exigência da apresentação do cartão de vacina para a entrada em locais públicos, privados, eventos culturais, esportivos ou qualquer local em que possa haver aglomeração de pessoas.

O presidente da Comissão e relator da matéria, vereador Odon Bezerra (Cidadania) apresentou parecer favorável atestando a constitucionalidade do projeto.

“Concordo com o direito de ir e vir, mas há um direito bem maior, que é o direito à vida e o que está se protegendo é a vida do cidadão. Embaso meu parecer na decisão do Superior Tribunal Federal (STF), órgão guardião da nossa Constituição. O direito de um não pode se sobrepor ao da coletividade”, argumentou o relator.

Já os vereadores Tarcísio Jardim (Patriota), Thiago Lucena (PRTB), Durval Ferreira (PL) e Guga (Pros) se posicionaram contra o parecer do relator alegando que cada cidadão tem o direito de decidir o que é melhor para si. Eles defenderam a liberdade de escolha de quem não quer se imunizar contra o vírus.

Apesar disso, uma lei estadual já está valendo em toda a Paraíba e regula sobre o passaporte da vacina desde o dia 13 de outubro.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.