Moeda: Clima: Marés:
Início Justiça

Empresária que matou marido a tiros em fazenda na Paraíba vai a júri popular

Taciana Ribeiro Coutinho confessou o crime, ocorrido em abril de 2020, e alegou legítima defesa
Empresária
Taciana Ribeiro Coutinho e Helton Pessoa (Foto: Reprodução/Arquivo pessoal)

O juiz Anderley Ferreira Marques, da 1ª Vara Mista de Sapé, determinou que a empresária Taciana Ribeiro Coutinho responda em júri popular pelo assassinato do marido, Helton Pessoa. O crime aconteceu em 10 de abril de 2020, na fazenda do casal, localizada em Sapé.

Taciana Ribeiro Coutinho confessa o crime, mas alega legítima defesa. Em depoimento à Polícia Civil, ela relatou que no dia do crime Helton Pessoa manifestou interesse em convidar amigos para uma confraternização na fazenda. Taciana se colocou contrária à ideia, uma vez que a Paraíba atravessava período de isolamento social devido à pandemia e haviam pessoas idosas na fazenda. Helton Pessoa não teria gostado da negativa e iniciado uma discussão com Taciana.

Ainda segundo a ré, o marido teria ficado bastante alterado e iniciado uma série de agressões verbais e físicas. Taciana Ribeiro Coutinho alega que, momentos antes do crime, Helton tentou asfixia-la durante o banho. Ela contou que conseguiu escapar e pegar a arma do marido, que estava no balcão do banheiro. Helton Pessoa foi atingido por quatro tiros e morreu ainda no local.

Os advogados de acusação dizem que a versão de Taciana Ribeiro Coutinho não condiz com a realidade. Para eles, a empresária agiu por motivo fútil e sem dar chance de defesa à vítima.

O julgamento de Taciana Ribeiro Coutinho ainda não foi marcado.

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.