Moeda: Clima: Marés:
Início Justiça

Justiça decide que acusado de matar Patrícia Roberta vai a júri popular

Segundo decisão da juíza Francilucy Rejane de Sousa Mota, há indícios suficientes da autoria do crime
Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

Jonathan Henrique dos Santos, acusado de matar a jovem Patrícia Roberta, de 22 anos, em abril de 2021, irá a júri popular. A decisão da juíza da 2ª Vara do Tribunal do Júri da Capital, Francilucy Rejane de Sousa Mota, foi publicada nesta quinta-feira (27).

Segundo a magistrada, há indícios suficientes de que Jonathan matou Patrícia. O Ministério Público havia pedido que o acusado fosse à juri popular em outubro de 2021 e o julgamento sobre a questão deveria ter sido realizado em setembro do ano passado, mas foi adiado.

Com a decisão, também foi mantida a prisão preventiva de Jonathan. Até o fechamento desta edição, a defesa do acusado não havia se manifestado sobre o caso e pode fazê-lo ao Portal Correio encaminhando e-mail para o endereço [email protected]

Relembre o caso

Moradora de Caruaru-PE, Patrícia Roberta veio à capital paraibana no dia 23 abril para encontrar um Jonathan Henrique, a quem conhecia há mais de dez anos, segundo familiares.

No dia 24, por chamada de vídeo, ela contou à mãe que Jonathan havia saído e a deixado trancada no apartamento dele, onde ela estava hospedada, no bairro de Gramame. A mãe da jovem diz ter percebido que Patrícia estava triste e abatida. À noite, enviou mensagem para a filha e Patrícia informou que Jonathan ainda não tinha chegado ou dado notícias.

No dia 25 de abril, às 11h46, Patrícia Roberta avisou à mãe que Jonathan já estava no apartamento. Às 12h06, a jovem disse que o amigo iria acompanhá-la na viagem de volta para Pernambuco e já havia comprado as passagens. Esse foi o último contato dela com a família.

Preocupados, os pais da jovem vieram até João Pessoa no dia 26 de abril para procurá-la e acionar a polícia. As buscas oficiais começaram no dia seguinte. Durante as investigações, a polícia teve acesso a imagens de câmeras de segurança que mostravam o suspeito carregando um carrinho de mão com um tambor de lixo. Um tempo depois, ele volta a aparecer na gravação, desta vez em uma moto e com algo semelhante a um corpo.

Ainda em 27 de abril, o corpo de Patrícia Roberta foi encontrado em uma região de mata no bairro de Gramame. Ela estava dentro do tambor de lixo. Os pés da jovem estavam amarrados e o corpo envolvido em lençol e plástico. Jonathan Henrique foi localizado e preso à noite. No apartamento dele, a polícia encontrou uma lista com nomes de mulheres, um altar com livros de magia e indícios de acesso à ‘deep web’.

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.