Início Notícias

Produto com validade vencida dá direito a outro grátis

A lei estadual 9.773/2012 garante ao consumidor a substituição de um produto com validade vencida e mais um outro, gratuitamente, da mesma espécie e quantidade. O alerta sobre a lei faz parte da campanha de divulgação da legislação específica para supermercados instalados em João Pessoa pela Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-JP), conforme preveem as ações previstas no Protocolo 38 (P38), acordado entre representantes do setor e o Procon-JP.

A Lei 9.773/2012 prevê que os estabelecimentos comerciais da Paraíba, como mercados, supermercados, padarias, farmácias e similares que deixarem expostos à venda produtos fora do prazo de validade, serão penalizados com a entrega imediata e gratuita de dois itens da mesma natureza do encontrado pelo cliente que tiver percebido a irregularidade.

O secretário Helton Renê explica que a divulgação da lei é importante para deixar o consumidor atento e os fornecedores cientes de que ela está em vigor e precisa ser cumprida. “Estamos dando prosseguimento às leis específicas para supermercados e similares, além daquelas mais gerais que também atingem este tipo de estabelecimento. Nossa campanha educativa e preventiva se destina aos dois lados da relação de consumo”.

Reclamações

Além da divulgação de leis previstas nas ações do P38, o Procon-JP também recebe reclamações sobre sua aplicação. “Notificamos, no início deste ano, as entidades representativas deste comércio da Capital, das farmácias e padarias sobre a obrigatoriedade da aplicação da lei quando se fizer necessária porque ela está em pleno vigor”, informou Helton Renê.

Produto gratuito

O titular do Procon-JP esclarece quanto à quantidade de produtos que deve receber de forma gratuita. “Ainda tem gente que acha que a lei garante mais de um artigo de graça, o que não procede. Essa gratuidade já é a penalidade prevista em lei que o estabelecimento vai pagar, o que é muito interessante porque obriga os fornecedores a ficarem atentos aos seus estoques. Entretanto, o estabelecimento não ficará isento de outras penalidades previstas no Código de Defesa do Consumidor (CDC)”, adianta Helton Renê.

Atendimentos do Procon-JP na Capital

Sede – segunda a sexta-feira: 8h às 14h na sede situada na Avenida D. Pedro I, nº 473, Tambiá

MP-Procon – segunda a sexta-feira: 8h às 17h na sede situada no Parque Solon de Lucena, Lagoa, nº 300, Centro

Uninassau: segunda a sexta-feira das 8h às 17h, no Núcleo de Práticas Jurídicas da Faculdade Uninassau, na av. Amazonas, 173, Bairro dos Estados

Telefones: 3214-3040, 3214-3042, 3214-3046, 2107-5925 (Uninassau) e  0800  083 2015

Instagram: @proconjp

Comentários

  • jose disse:

    Dá direito a outro grátis?
    Ora, a pessoa só vai consumir um produto. Aquele que ela comprou.
    Ele não é grátis é apenas dentro do prazo de validade.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.