MPT-PB x Estado

Procon-JP

Semana da Mulher

TV Correio

joao-pessoa-e-campina-somam-451-assassinatos-em-2017
Imagem ilustrativa/Foto: Fernando Frazão/ Agência Brasil

Regiões de JP e CG estão entre as mais violentas do mundo, diz pesquisa

Região metropolitana da Capital é mais violenta do que Detroit e New Orleans, ambas nos EUA; Durban, na África do Sul; e Cúcuta, na Colômbia

434
COMPARTILHE

A Região Metropolitana de João Pessoa é a 30º região mais violenta do mundo. A constatação é da organização social mexicana Segurança, Justiça e Paz, em divulgação ocorrida nesta semana. Além da Grande João Pessoa, outra região paraibana que figura no ranking é Campina Grande, ocupando a 47ª posição. O Portal Correio foi fonte de dados para a pesquisa. Veja a pesquisa completa aqui.

Leia também:

* Ruy Carneiro questiona governador Ricardo Coutinho sobre segurança 

* João Pessoa e Campina somam 451 assassinatos em 2017

* Enquete: 73% avaliam segurança na PB como ruim ou péssima

Para relacionar os dados da Paraíba, a pesquisa tomou como base o Anuário da Segurança Pública, no qual o Portal Correio mostrou que em 2017, João Pessoa registrou 298 homicídios, o que caracteriza uma taxa de 36,7 mortes para um grupo de 100 mil habitantes.

Porém, a pesquisa também soma aos dados de João Pessoa às mortes ocorridas nas cidades metropolitanas de Bayeux, 56; Cabedelo, 44; Lucena, 20; e Santa Rita, 136, que resulta na soma de 554 homicídios em 2017.

Com os dados, a região da Capital é reconhecida como mais violenta do que diversas cidades do mundo, superando cidades como Detroit e New Orleans, ambas nos EUA; Durban, na África do Sul; e Cúcuta, na Colômbia, além de diversas cidades de Honduras, México, Porto Rico e Venezuela.

Com relação a Campina Grande, a pesquisa identificou que o município registrou 153 homicídios no ano de 2017.

Ao Portal Correio, o secretário adjunto de Segurança da Paraíba, Jean Nunes, afirmou que a secretaria vai analisar os dados divulgados pela pesquisa para poder e posicionar. “Foi pedido para que o pessoal da assessoria fizesse um estudo sobre os dados da pesquisa para que a gente possa se posicionar corretamente. Eu conheço a organização que fez o estudo, mas ainda não cheguei a ver o documento atual”, afirmou o secretário.

Paraibanos reclamam da insegurança

Em enquete do Portal Correio no mês de fevereiro, 73% dos paraibanos acharam a segurança ruim ou péssima. Na votação, disseram achar péssima, 53,44% e ruim, 19,51% dos votantes.

Na mesma enquete, 14,74% das pessoas classificaram a segurança como regular. Já 8,58% dos participantes avaliaram como boa e apenas 3,71% consideraram a situação da segurança paraibana como ótima.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas