Início Notícias

Samu volta a acusar Trauma de reter macas em João Pessoa

Um problema recorrente no sistema de saúde da Paraíba é o embate entre o Samu e o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, em relação à retenção de macas.

Na manhã desta segunda-feira (29), a luta teve mais um capítulo. Um homem, vítima de um acidente na Avenida Pedro II, esperou quase três horas por atendimento, enquanto uma idosa teve que ser socorrida por familiares após esperar cerca de duas horas por socorro.

O Samu alegou que não foi até os locais por conta da falta do equipamento, que estaria retido no Trauma, mas a unidade hospitalar negou. As informações são da TV Correio.

Na garagem do Samu, que fica dentro do Centro Administrativo Municipal, em Água Fria, imagens mostram viaturas paradas sem as macas. Em nota, o serviço informou que 100% das macas ficaram retidas por conta da alta demanda de atendimentos do fim de semana.

O acidente aconteceu por volta das 6h, mas o homem só foi atendido por volta das 9h pelo Corpo de Bombeiros. Enquanto esperava por atendimento, a Guarda Municipal deu assistência ao motociclista, que estava com a filha no momento do ocorrido. Já a mulher sofreu escoriações e foi andando para um hospital particular perto do local.

Problema antigo

Veja abaixo quantas matérias já foram noticiadas no Portal Correio sobre os problemas com retenção de macas em João Pessoa.

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.