Início Notícias

‘Minha esposa teve arma na cabeça’, diz vítima da Epitácio

Um professor e a esposa foram as vítimas dos bandidos que realizaram um assalto na Avenida Epitácio Pessoa, na noite dessa quarta-feira (16), em João Pessoa. À TV Correio, o homem relatou os momentos de terror que viveu ao lado dela durante a ação e disse que tentou correr, mas a esposa estava sob a mira de uma arma. As vítimas foram rendidas após o primeiro carro que os criminosos roubaram na via falhar. Assista acima.

Leia também: PM procura suspeitos de assalto que fechou Epitácio em JP

“Quando eu estava dirigindo e vi o primeiro carro parado na pista, pensei que tinha quebrado. Quando fui contornar eles nos renderam. Um ficou batendo na porta e outro ficou sinalizando em frente ao para-brisa. Pensei em correr, mas a minha esposa estava sob a mira de uma arma na cabeça. Entreguei a chave sem reação”, relatou.

Suspeitos

A Polícia Militar disse que já sabe quem são os dois suspeitos. De acordo com o major Olímpio Lima, eles já são investigados por outros crimes na Capital e podem ser presos a qualquer momento. Os dois roubaram um carro Renault Sandero.

Epitácio Pessoa

Essa foi a quarta ocorrência criminosa na Avenida Epitácio Pessoa, principal corredor de João Pessoa, em cerca de uma semana e ocorreu depois que a PM anunciou a operação POVO (Pontos de Observação e Visibilidade Operacional), que atua nas maiores avenidas da Capital.

O major explicou na TV Correio que a população deve confiar na PM e que as ações de segurança estão em andamento, resultando na prisão de oito pessoas desde as primeiras ocorrências na Epitácio Pessoa, na semana passada.

Para colaborar com as autoridades, com informações sobre crimes e suspeitos, a população pode fazer denúncias através dos telefones 190 ou 197, com garantia de ter a identificação preservada.

O caso

Segundo testemunhas, em um primeiro momento os criminosos roubaram um Chevrolet Agile de um homem nas imediações de uma agência do Banco do Brasil. Em seguida, eles tentaram fugir utilizando o veículo, mas não conseguiram dar partida na ignição. A dupla, então, empurrou o automóvel até o semáforo mais próximo. Nesse momento, um Renault Sandero de cor branca, ocupado pelo professor e esposa, parou no mesmo semáforo. Os suspeitos, então, abandonaram o Agile e roubaram o Sandero, fugindo em seguida para destino desconhecido.

A polícia compareceu ao local e aconselhou o casal a prestar um boletim de ocorrência na Central de Polícia Civil da Capital, no bairro do Geisel, na Zona Sul da cidade. O condutor do Chevrolet Agile, que ainda se encontrava nas proximidades no momento do segundo assalto, conseguiu dar partida no carro e deixou o local.

Comentários

  • João Paulo Freitas disse:

    Afinal: qual o déficit de policiais na PB, segundo os índices internacionais? Quantos policiais estão em postos burocráticos ou cedidos a outros órgãos ao invés de estarem nas ruas? Quantas delegacias funcionam 24h? Por que não investir em policiamento ostensivo com motos? Qual o salário dos PMs? O que o governador tem a dizer sobre as cidades que fazem fronteira com o CE? Operação P.O.V.O.? Como assim?

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.